Fastlink: exemplos práticos de como fazer uma transmissão via INTERNET doméstica

Fastlink: exemplos práticos de como fazer uma transmissão via INTERNET doméstica

Por muitos anos, a transmissão de um conteúdo ao vivo via internet foi dependente de recursos caros e que não garantiam a qualidade na recepção do sinal. As TVs não tinham outra alternativa. Era preciso encaixar o custo dentro do orçamento ou oferecer o mínimo de qualidade possível.

Além disso, algumas localidades não contam com viabilidade técnica para fazer uma transmissão, como cabeamento, por exemplo. A transmissão de baixo custo via internet é uma solução que acaba com esses e outros problemas. O Fastlink é uma ferramenta que utiliza esse recurso e tem ajudado muitas empresas a realizar suas transmissões. 

Neste artigo, você vai entender o que é o Fastlink e como ele pode ajudar na sua transmissão ao vivo via internet. Confira!

O que é o Fastlink?

O Fastlink é uma tecnologia desenvolvida para garantir que uma transmissão de TV ao vivo via Internet seja realizada com baixo custo e alta qualidade. Para operar, o sistema é formado por dois aparelhos: encoder e decoder. 

O encoder é posicionado no local que precisa enviar o sinal e o decoder é colocado no local que vai receber o sinal. A comunicação entre os aparelhos é feita por meio de uma conexão de internet comum. Ou seja, é realizada uma transmissão com baixo custo e alta qualidade.

Utilizando esse sistema, não é necessário utilizar um cabeamento de fibra ótica ou um satélite para a transmissão do conteúdo. A emissora faz a transmissão ao vivo por meio de uma conexão que já existe no local ou por meio de uma rede privada. No futuro, a transmissão também poderá ser feita utilizando uma conexão de internet móvel, a partir de um smartphone ou tablet. 

Quais são as vantagens do Fastlink?

Um dos maiores diferenciais do Fastlink em relação às outras soluções do mercado é o baixo delay. A ferramenta permite que a transmissão ao vivo seja feita em tempo real. Em uma transmissão com recursos tradicionais, o delay pode ultrapassar 30 segundos. Com o Fastlink, o atraso é reduzido para 300 milissegundos. Praticamente em tempo real.

O custo da ferramenta também é consideravelmente menor do que os recursos tradicionais. A empresa faz a contratação da ferramenta e precisa manter apenas o serviço de internet. Além disso, o Fastlink pode ser utilizado em qualquer local do país, independente da distância. Basta que os equipamentos sejam posicionados nos locais que precisam enviar e receber o sinal.

Exemplos de aplicação do Fastlink

O Fastlink permite a transmissão ao vivo via internet, facilitando e tornando o processo mais econômico. Seus equipamentos podem ser posicionados nos locais de transmissão e recepção do sinal, por tempo determinado, caso seja necessário. Veja, a seguir, algumas formas de utilização:

Transmissões para localidades específicas

Utilizar um sinal de satélite para fazer a transmissão de um conteúdo, programa ou canal de TV para uma determinada localidade gera um alto custo para a empresa.  Para algumas operações, isso pode tornar o processo inviável. A outra alternativa seria utilizar um cabeamento de fibra, porém, o custo também é alto e algumas regiões ainda não são atendidas por esse tipo de recurso ou a distância entre os pontos é muito grande. 

Nesse caso, o problema é facilmente resolvido com o Fastlink. Suponhamos que uma TV precise fazer a transmissão de uma capital para uma cidade no interior. O encoder é posicionado no local que vai fazer a distribuição do sinal, um link de internet é usado como meio de conexão e o decoder é colocado na antena que vai retransmitir o sinal via ar para a região.

Contribuição entre estúdios

O conteúdo de contribuição entre estúdios é aquele em que uma emissora entra ao vivo durante a transmissão de um programa. Por exemplo, durante o telejornal, um apresentador que está em outro estúdio em outra cidade entra ao vivo na programação. 

Nesse caso, um dos equipamentos do Fastlink é posicionado na emissora, enquanto o outro é colocado no estúdio que fará a contribuição.

Além disso, o Fastlink também pode ser utilizado em transmissões temporárias. Um exemplo são as programações especiais de verão, em que um grupo de apresentadores ou um programa específico é enviado para uma cidade litorânea e faz todo conteúdo da temporada diretamente de um estúdio provisório.

Porém, é importante destacar que o Fastlink não é um equipamento para fazer transmissões móveis, como a cobertura de acidentes ou ocorrências na rua, por exemplo. 

Os equipamentos devem ser posicionados em locais físicos, onde o sinal será enviado e recebido. O Fastlink pode ajudar a sua empresa em diferentes situações. Saiba mais sobre a ferramenta.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)