Como otimizar a distribuição e exibição de conteúdo em emissoras de TV

0
Como otimizar a distribuição e exibição de conteúdo em emissoras de TV

Um dos maiores desafios técnicos das emissoras de TV é a distribuição e exibição de conteúdo. Especialmente quando há praças em diferentes cidades ou estados, ou mesmo unidades em locais diferentes, fazer as informações chegarem de forma ágil e precisa onde devem chegar não é simples. As principais barreiras costumam ser: a demora na transferência de arquivos, a necessidade de converter para múltiplos formatos, o gerenciamento de playlists para torná-las interessantes para cada público (segmentação), entre outras. Otimizar esse processo é desafiador, mas pode ser muito mais simples com o uso da tecnologia. Veja o que um software que centralize todos esses dados pode fazer por você.

Veja como funciona um software para emissoras de TV

Na realidade atual, é praticamente impossível pensar numa emissora de TV sem o uso de um software que centralize as informações. Temos, no blog, um whitepaper completo sobre como a tecnologia está ajudando operadoras de TV a lucrarem mais.

Como são muitas pessoas envolvidas, geralmente espalhadas geograficamente, é necessário haver uma homogeneidade nas informações. Acontece que os softwares mais usados não atendem a todas as necessidades, especialmente no que diz respeito à distribuição e exibição do conteúdo. As principais dificuldades são: busca da mídia para a montagem das playlists, criar playlists segmentadas para diferentes públicos, distribuição de conteúdo em diferentes formatos e geração de relatórios. Um software robusto resolve todos esses problemas porque:

Os vídeos são organizados por tags e metadados

Essa funcionalidade facilita a montagem das playlists porque permite a classificação em grupos de acordo com as necessidades das emissoras de TV. Assim, fica simples montar as grades de programação de acordo com cada público de interesse nas diferentes regiões ou horários. O “tagueamento” funciona tanto para vídeos quanto para gráficos, assim fica fácil associá-los de forma diferente, caso necessário.

Permite a gestão de diversas playlists de um único local

Como o sistema é integrado, não há necessidade de manter um operador em cada local. Uma central é capaz de organizar o conteúdo e distribuí-lo para todos os locais. Isso é facilitado pelo “tagueamento”. Há a possibilidade também de inserir mensagens automáticas indicando as ações da playlist como “você está assistindo”, “A seguir”, etc. Tudo de forma automatizada.

Faz a transcodificação automática para múltiplos formatos

Esse ajuste é feito na fonte, portanto não gera qualquer tipo de transtorno na hora da distribuição de conteúdo nas emissoras de TV. Esses formatos são definidos previamente e são capazes de contemplar múltiplas telas, OTT, VOD, signage, etc. Isso é importante para contemplar inúmeras telas. A emissora pode facilmente, por exemplo, ter uma plataforma de conteúdo online e transferir automaticamente tudo que for exibido, sem a necessidade de conversão dos vídeos.

Gera relatórios automaticamente

A geração de relatórios em geral é importante para a análise e correção de erros e avaliação de desempenho, mas em emissoras de TV, além dessas funções, é especialmente importante para a geração de relatórios de exibição, dentre eles, o da ANCINE. A rotina de geração deste relatório precisa ser incorporada ao dia a dia, mas sem a tecnologia adequada costuma ser um problema. Com a automatização, as informações já são colocadas no momento da produção ou cadastro do conteúdo. Dessa forma, é impossível que algo vá ao ar sem estar devidamente registrado.

Com esses benefícios, toda a cadeia torna-se mais eficiente e as emissoras de TV conseguem segmentar mais facilmente o conteúdo sem que isso represente mais custos para a empresa. Se você ficou interessado na solução, entre em contato conosco ou deixe um comentário.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)