Por que as pessoas querem assistir TV online? 5 motivos para estar na internet

Por que as pessoas querem assistir TV online? 5 motivos para estar na internet

Assistir TV online é uma tendência que vem se consolidando ao longo dos últimos anos. Segundo a pesquisa IBOPE Conecta, de 2015 para cá o número de internautas que navega na internet enquanto assiste TV aumentou de 88% para 95%. Mesmo que esse hábito não esteja diretamente ligado à interação com a programação de TV em si, já que a maioria (53%) relata estar apenas checando as redes sociais, o hábito revela a relação cada vez mais próxima das pessoas com seus celulares e aponta para outra tendência: a de usar o smartphone não mais como segunda, mas como primeira tela.

esta outra pesquisa, desta vez promovida pelo Instituto Provokers em parceria com o Google Brasil e o YouTube, mostra que mais da metade dos brasileiros consultados em 2017 passava mais tempo assistindo a vídeos online que em frente à televisão. Além disso, 56% deles preferia a web.

Diante desse cenário podemos constatar que há uma rápida e definitiva mudança de comportamento. Assistir TV online, em breve, se tornará tão natural quanto ligar o aparelho de televisão ao chegar em casa. Por isso, quem trabalha com produção de conteúdo em vídeo, ou mesmo na sua distribuição, precisa ficar atento para não perder essa fatia de audiência. Veja 5 motivos para começar a delinear seu projeto de conteúdo para internet agora mesmo:

Por que o espectador quer assistir TV online?

Celular, o melhor amigo

Segundo um estudo conduzido pela empresa Motorola e revelado nesta reportagem, o tempo que as pessoas passam diante da tela do smartphone tem crescido ano a ano. A pesquisa online ouviu 4.418 pessoas em 4 países, entre eles o Brasil, no ano de 2017. Entre outros dados, revelou que os jovens com idades de 16 a 20 anos disseram passar 6,5 horas diárias no smartphone, estudando ou trabalhando (4,5 horas) e se divertindo com amigos (2,9 horas). Além disso, 53% dos entrevistados da mesma faixa etária  disseram que o aparelho era um melhor amigo.

Muito tempo no trânsito

O brasileiro passa em média 40 dias por ano no trânsito em grandes capitais. Para passar o tempo, a companhia do rádio vem sendo gradativamente substituída pela TV. Alguns celulares permitem acesso ao sinal digital. Porém, ainda mais interessante é quando há a possibilidade de assistir o que quiser, não apenas a programação ao vivo. Assistir séries no ônibus já virou hábito, tanto que a Netflix oferece a possibilidade de baixar alguns conteúdos para quando o sinal de internet não for tão bom. Oferecer essa opção para seus espectadores pode ser uma grande ideia de negócio.

Horários flexíveis, uma forte tendência

Por outro lado, as empresas mais modernas, que estão atentas ao tempo que seus funcionários estão no trânsito, apostam em horários flexíveis. De acordo com pesquisa feita pela Talenses e divulgada no portal da Exame, 60% dos entrevistados consideram a flexibilidade de horário fundamental. Mesmo assim, assistir TV online continua sendo importante para essas pessoas. Afinal, como montar uma grade de horários bem definida se as pessoas não seguem mais padrões de expediente e não possuem rotinas semelhantes? Nesses casos, o mais adequado é ter conteúdos On Demand para que os espectadores possam acessar no horário que lhes for mais conveniente.

Conteúdo segmentado

Somos todos muito diferentes e a possibilidade de assistir TV online deixa isso ainda mais evidente. Oferecer conteúdo segmentado certamente foi a maior vantagem da TV à cabo frente a TV aberta e, hoje, uma vantagem ainda maior da internet. Sendo assim, trazer seu conteúdo para internet pode significar um novo mercado segmentado que só com a TV você talvez não conseguisse atingir. Para atrair esse tipo de espectador pode ser interessante criar canais com programação em looping com temas específicos como por exemplo desenhos, moda, culinária, jornalismo, etc.

É mais barato e interativo

Ter uma resposta imediata sobre a reação do público é muito difícil na televisão. Por mais que a internet como segunda tela tenha ajudado, essa interação é muito mais direta em conteúdos voltados para a web. Investir nisso é fundamental para que sua empresa saiba quais conteúdos são mais aceitos, por que as pessoas gostam e quais caminhos seguir. Outro ponto fundamental é o custo. Uma programação exclusiva para a web não necessariamente exige um nível de qualidade e estrutura de transmissão como a TV. Um cenário simples e uma única câmera na maioria das vezes já resolve.

E aí, está convencido de que sua programação precisa estar na internet? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)