Cinco perguntas que você deve fazer para seu fornecedor de tecnologia de exibição

0
Cinco perguntas que você deve fazer para seu fornecedor de tecnologia de exibição

Se você está decidido a investir em uma nova tecnologia de exibição e ainda não sabe se encontrou o fornecedor certo, é comum que surjam diversas dúvidas. Todos eles trazem os benefícios, apresentam as funcionalidades e você, muita vezes, nem sabe quais questionamentos deve fazer. O primeiro passo é fazer um levantamento sobre as necessidades específicas da sua empresa. Pode acontecer de um produto ter vantagens para uma empresa, mas não ser a melhor escolha para outra. Por este motivo, separamos alguns questionamentos que podem ajudar no momento de escolher a melhor tecnologia de exibição.

Tecnologia de exibição: como escolher a melhor?

Quais formatos de vídeo o equipamento reproduz?

Cada vez mais pessoas têm acesso a equipamentos com boa qualidade de gravação de imagem e som. Para as empresas que trabalham com vídeos, como emissoras ou programadoras, isso é muito vantajoso. Ter diversas formas de conteúdo ajuda a incrementar o canal e atrair espectadores. O problema é que há uma infinidade de formatos de arquivo e quando o equipamento escolhido não é capaz de reproduzir o vídeo, é necessário fazer a conversão, o que nem sempre é simples ou rápido. Por isso, ao escolher uma tecnologia de exibição, opte por um equipamento que leia múltiplos formatos. No Digilab Playout, por exemplo, o operador pode montar, sem qualquer problema, playlists com diversos arquivos, como: SD, HD, FULL HD e 3D.

O exibidor se integra facilmente com meus outros equipamentos?

Uma estrutura de TV não precisa ter uma infinidade de equipamentos. Para estruturas pequenas basta um exibidor e dispositivos de gravação de som e imagem. O importante é que todos eles estejam integrados e trabalhem juntos, da melhor maneira possível. Se você já possui outros aparelhos  de acordo com a realidade da sua empresa, ao escolher uma nova tecnologia de exibição observe se o novo playout se integra nesse contexto. De nada adianta adquirir algo novo se haverá necessidade de trocar todo o restante da estrutura.

Se sua empresa tiver alguma necessidade especial, sua empresa está aberta a fazer customizações no produto?

Muitas empresas trabalham com produtos prontos, acabados, sem a possibilidade de customização. A Digilab entende que o cliente é um universo particular e procura atender às necessidades exclusivas de cada um deles. Por isso, temos desenvolvedores especialistas em personalizar e adequar o produto ao cliente. Se você possui alguma necessidade exclusiva, entre em contato conosco.

Quais as chances do exibidor causar instabilidade na minha operação?

Quando adquirimos um produto novo, dificilmente pensamos no momento em que ele pode apresentar algum problema, mas isso está errado. Ao contratar um fornecedor para tecnologia de exibição, pergunte se ele está comprometido com a estabilidade da sua operação. Esse questionamento é importante porque um canal fora do ar representa prejuízos imensos. A Digilab é comprometida com a operação de seus clientes, por isso os equipamentos possuem sistemas de redundância e Hot Swap, o qual permite fazer uma manutenção sem que o espectador perceba.

Caso o produto apresente algum problema, como funciona o suporte técnico?

Além de certificar-se sobre a qualidade do produto, você precisa ter certeza sobre até onde vai a parceria do fornecedor de tecnologia de exibição. Já falamos aqui no blog sobre as vantagens de escolher um equipamento nacional. Além de falar a mesma língua, há a proximidade geográfica e a capacidade de entender possíveis adversidades específicas de determinadas regiões do país. A Digilab procura estabelecer um relacionamento constante com seus clientes e está disposta a solucionar problemas e adequar o produto às mais diferentes realidades.

Por isso, pense bem ao escolher um fornecedor de tecnologia de exibição. Qualquer dúvida conte conosco.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)