Como implementar um Barker Channel de sucesso

0
Como implementar um Barker Channel de sucesso

Se você está acompanhando nosso blog, viu que recentemente falamos sobre como você pode rentabilizar os serviços das operadoras de TV com o Barker Channel. Ter um Barker Channel significa, na prática, que um dos canais da operadora estará trabalhando para você. Isso pode ajudar tanto para conseguir mais clientes quanto para orientar e fidelizar os já existentes. As ações podem variar entre marketing para incremento de pacote, informações sobre os canais, estreia de filmes, entre outros. Há economia de recursos também porque o Barker Channel pode ser usado como um canal orientativo, o que pode evitar muitas ligações e a sobrecarga da sua equipe de suporte já que, se a pessoa encontra a solução para o problema sozinha, não irá acionar a sua empresa.

Destacadas as vantagens, a dúvida que fica é: como fazer para engajar os clientes a ponto de que eles assistam ao canal? Sim, porque de nada adianta ter um Barker Channel com informações relevantes se ninguém acessa. Por isso, preparamos algumas dicas:

5 dicas para engajar clientes com o Barker Channel

1) Torne-o a porta de entrada

Quando o Barker Channel aparece assim que o telespectador liga a TV damos a ele o nome de Home Channel. Fazer do Barker um Home é uma estratégia muito usada porque faz com que o cliente precise passar por ali todas as vezes que liga a TV. Isso dá oportunidade para a operadora de passar informações constantemente.

2) Forneça conteúdo interessante e atrativo visualmente

Um canal de televisão, para ter sucesso, precisa oferecer boa experiência para quem assiste. Com o Barker Channel não pode ser diferente. O conteúdo precisa ser interessante e atrativo, por isso invista no visual. O exibidor de TV da Digilab permite, por exemplo, a criação de máscaras. Elas são espécies de efeitos visuais gráficos que podem ser facilmente inseridos sobre o que está passando na tela do canal. Além de visualmente interessante, esse recurso é útil para complementar informações que estão passando na tela como: em qual canal vai passar ou como adquirir o filme que está sendo ofertado, o número de telefone para saber mais informações sobre o incremento no pacote de assinatura, etc.

3) Engaje seus clientes com a programação do Barker Channel

Uma maneira interessante de engajar clientes é promovendo interações no canal. Um exemplo pode ser o de uma enquete onde as melhores respostas passarão na tela do canal de relacionamento. Faça uma pergunta ao assinante, por exemplo: “Qual filme marcou a sua vida?” e peça para que ele publique a reposta no Twitter com uma determinada hashtag. Como o equipamento da Digilab é integrado com o Twitter, é possível filtrar as respostas com essa hashtag, selecionar as melhores e liberá-las para ir passando na tela do Barker Channel ao longo do tempo. Ao esperar que sua mensagem apareça, o cliente acaba passando pelo menos alguns minutos assistindo ao canal de relacionamento e recebe as informações direcionadas a ele.

4) Crie conteúdo segmentado

Um Barker Channel não precisa passar só propagandas, pode transmitir conteúdo também. Se a sua operadora tiver abrangência local, é interessante criar programações de interesse específico do seu grupo de assinantes. Isso trará mais audiência para o Barker, além de representar uma nova fonte de renda, com venda de anúncios para veiculação no canal.

5) Ofereça informações úteis ao cliente

Sua empresa ainda não tem capacidade para fazer do canal de relacionamento uma espécie de emissora de TV? Uma opção é oferecer informações úteis atreladas aos anúncios. Como já mencionamos, o exibidor tem capacidade para exibir máscaras, o que confere a ele capacidade de fornecer informações complementares sobre a tela. Na máscara, podem ser adicionadas informações sobre hora, temperatura atual,  previsão do tempo, cotação da bolsa de valores, notícias e outras. Tudo isso sem grande esforço da operadora, já que essas informações vêm de forma automática, via RSS, diretamente dos portais de notícia. Também é possível fazer parcerias com empresas que tenham câmeras em locais estratégicos, ou mesmo instalá-las. Assim, o espectador que tem interesse em vê-las para observar a movimentação do trânsito, por exemplo, também investirá tempo assistindo ao Barker Channel até que a imagem que ele quer apareça.

Ficou interessado em como implementar um Barker Channel de sucesso? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário.

Confira nosso eBook gratuito: Garantia de qualidade em exibição de TV: processos e políticas de exibição

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)