Ferramenta para transcodificação de vídeo: como escolher a melhor?

0
Ferramenta para transcodificação de vídeo: como escolher a melhor?

A necessidade de procurar o auxílio de uma ferramenta para transcodificação surge nas empresas que precisam distribuir conteúdo para diversas plataformas. Isso acontece porque os conteúdos precisam ser exibidos na internet com a mesma qualidade que são exibidos em uma tela de TV ou cinema, porém com um tamanho reduzido.

Explicando em poucas palavras e de maneira simples, estima-se que o olho humano possa enxergar até 100 quadros ou frames por segundo. Quanto mais quadros, portanto, maior a qualidade da imagem. No entanto, a partir de 24 frames (quadros) essa mudança passa a se tornar praticamente imperceptível, com a vantagem de que um vídeo com menos frames é mais leve e carrega muito mais rápido do que um com resolução maior.

Sabendo disso, as empresas que contratam uma ferramenta para transcodificação, além da adaptação do formato da mídia, querem também transformar seus vídeos para formatos mais leves. No mercado existem algumas opções de serviços desse tipo, mas nem todos atendem de forma plena às necessidades de cada contexto. Por isso, separamos algumas qualidades que devem estar presentes em uma ferramenta de transcodificação.

3 qualidades fundamentais que você deve procurar em uma ferramenta de transcodificação

Quando uma empresa contrata um serviço para auxiliá-la em alguma tarefa, o primeiro aspecto a ser observado é se ele atende totalmente às necessidades. Isso pode parecer básico, porém muitas empresas seduzidas por grandes nomes do mercado deixam de lado esse cuidado. Por esse motivo, é importante conhecer as qualidades de cada produto e entender quais aspectos são mais importantes para você. Ao compará-los,opte por um produto que seja:

Adaptável

A ferramenta de transcodificação escolhida precisa contemplar as mais variadas necessidades do seu dia a dia. Um exemplo são as entradas e saídas do sistema. O transcoder Digilab é bastante flexível nesse sentido, permitindo a transcodificação para múltiplas saídas e configurações para áudio, vídeo, aspecto, bitrate, redimensionamento, entre outras características, gerando arquivos para diversificados containers como MP4, Transport Stream, Sony MXF, MKV, entre outros.

Já se a sua empresa usa outras aplicações e o seu medo é em relação a integração, a ferramenta Digilab permite essa ‘conversa’ entre sistemas via API. Isso ocorre porque há flexibilidade em relação ao trabalho em máquina local ou nuvem.

Rápido e fácil de usar

A rapidez da ferramenta de transcodificação deve ser fator fundamental na escolha. O sistema da Digilab transcodifica a mídia via GPU nos padrões H264 e H265 em uma velocidade nove vezes superior ao tempo de CPU.  Além disso, de nada adianta ter uma ferramenta de transcodificação com muitas funcionalidades, se elas não são bem claras ou são difíceis de usar.

Uma das principais vantagens do transcoder da Digilab é a interface altamente intuitiva e simplificada, de fácil operação. O operador só precisa organizar o workflow e esperar a transcodificação. O monitoramento de entradas de novas mídias ocorre automaticamente e é gerenciado pelo próprio sistema. Caso seja necessário checar o andamento da atividade, isso pode ser feito remotamente, por meio da interface web do sistema.

Nacional

Além das vantagens citadas anteriormente, ser um equipamento nacional faz da ferramenta para transcodificação da Digilab a melhor escolha. Quando escrevemos aqui no blog sobre as vantagens em escolher um equipamento nacional falamos sobre barreiras como o idioma e os custos com manutenção.

 

Além dessas vantagens, no caso do transcoder, a principal delas é ter acesso a um produto pensado para o mercado brasileiro e totalmente adaptável às necessidades de cada cliente. Sendo assim, o serviço prestado passa a ser muito mais eficaz do que se fosse contratada uma ferramenta estrangeira. Estabelecendo a parceria dentro do próprio país, é possível conversar sobre dificuldades, solicitar auxílio na implantação e até sugerir mudanças para as próximas versões da ferramenta.

Caso tenha interesse em conhecer melhor a ferramenta para transcodificação da Digilab, acesse a página do produto, ou entre em contato conosco.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)