Quais vantagens um exibidor profissional oferece às programadoras de TV?

Avatar
0
Quais vantagens um exibidor profissional oferece às programadoras de TV?

Optar por um exibidor profissional para estruturar a sua programadora de TV é a garantia de que o equipamento não vai comprometer todo o trabalho da equipe. Uma playlist sem instabilidade, que respeite os horários de programação e não saia do ar, é o mínimo a oferecer. Isso faz do equipamento o coração do canal. Não pensar bem na escolha dos equipamentos, portanto, é uma falha grave.

Opções mais simples parecem ser vantajosas a princípio, mas logo apresentam problemas e deixam de ser suficientes para a operação. Sendo o exibidor um dos equipamentos mais importantes de uma programadora, fique atento aos problemas que um equipamento não profissional pode trazer.

Exibidor profissional: 6 vantagens

Um exibidor para programadoras de TV, na maioria das vezes, trabalha em programação 24×7. A programação é pensada dias antes e, salvo algumas alterações, precisa trabalhar de forma autônoma na maior parte do tempo. Sendo assim, a qualidade do trabalho depende muito do equipamento. Para ter tamanha confiabilidade, ele precisa ter níveis confiáveis de redundância e uma capacidade que somente os exibidores profissionais têm.

Para que você entenda com detalhes as vantagens, listamos as 6 principais que você precisa conhecer:

1. Menor risco de instabilidade técnica

Entendemos por instabilidades técnicas quaisquer erros não ocasionados por falhas humanas, mas sim, por uma inconsistências no equipamento. Elas ocorrem, geralmente, porque a empresa não optou por um exibidor profissional, pelo equipamento ser antigo ou estar sobrecarregado. As duas consequências mais comuns de instabilidades técnicas são:

  • Lipsync — A falta de sincronia entre imagem e som é um dos problemas mais comuns. Ela ocorre porque o processamento de sinal de vídeo requer mais potência de computação do que o processamento de sinal de áudio. Grosseiramente, pode-se dizer que a imagem é muito mais “pesada” que o som. Isso faz com que um equipamento trabalhando em condições precárias entregue primeiro a parte “leve”, ou seja, o som, e só depois a imagem. A sensação é de uma dublagem mal feita e que causa muito desconforto no espectador.
  • Travamento — Em casos mais graves, a imagem em exibição chega a travar. O equipamento não dá conta do processamento e o canal começa a operar de forma precária.
  • Canal fora do ar — No caso de pane total do equipamento ou falhas de segurança que descreveremos a seguir, o exibidor pode simplesmente desligar.

Uma operação instável gera incômodos para quem trabalha na programadora, afasta telespectadores e, consequentemente, anunciantes.

Se quiser saber mais sobre como evitar instabilidade técnica, leia nosso E-book “Garantia de qualidade em exibição de TV: processos e políticas de verificação”

2. Hot Swap

Como vimos, uma programadora profissional tem como objetivo principal a estabilidade do canal e não saia do ar em hipótese alguma, certo? Mas, e quando a necessidade de realizar manutenções, sejam elas preventivas ou corretivas, obrigam o técnico a mexer nos discos da máquina? Uma opção é avisar os espectadores que o canal sairá do ar em um determinado horário, mas essa não é a escolha mais competente. Mesmo porque essa manutenção nem sempre será pensada com antecedência.

É por isso que um bom exibidor profissional conta com o recurso Hot Swap. Ele possibilita que o técnico faça a manutenção em algum disco que tenha apresentado problemas, com o canal no ar, sem que o telespectador perceba. O que permite essa vantagem é um sistema chamado RAID (do inglês Conjunto Redundante de Discos Independentes). Como o nome já diz, por ter discos independentes, enquanto um está em manutenção, os demais continuam funcionando.

3. Suporte Técnico

Imagine a seguinte situação: o exibidor apresentou problemas, nenhum dos técnicos da sua empresa sabe resolver e o canal está fora do ar. A quem recorrer? Pense nisso ao adquirir um exibidor profissional. A empresa escolhida deve estar disponível para emergências. Mais do que isso, dar preferência para empresas com equipamento nacional pode livrar sua operação de contratempos, tais como:

  • Dificuldade de comunicação — Entrar em contato com uma empresa estrangeira para suporte pode ser desafiador. No momento da compra dá-se atenção à reputação e características do produto, mas muitos se esquecem que a empresa precisa estar disponível para tirar dúvidas ou resolver problemas. Ao optar por um exibidor profissional produzido nacionalmente, isso fica mais fácil.
  • Distância geográfica — Uma TV fora do ar ou com um problema técnico não pode esperar muito tempo para receber manutenção. Se houver a redundância que falaremos no tópico a seguir, ótimo. Porém, mesmo assim, o suporte precisa chegar em tempo curto. Uma empresa sediada no mesmo país facilita essa mobilidade.
  • Custo elevado — Tanto no momento da compra do exibidor profissional, quanto do suporte, optar por uma empresa nacional traz vantagens financeiras. A negociação é feita em reais e a compra de peças e insumos também.

 

4. Fonte Redundante de Energia

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Brasil é o país com a maior incidência de raios no mundo. O Inpe afirma que são “77,8 milhões de raios por ano e a explicação é geográfica: é o maior país da zona tropical do planeta – área central onde o clima é mais quente e, portanto, mais favorável à formação de tempestades e de raios.”

Nesse caso, não é exagero dizer que equipamentos tão importantes quanto um exibidor profissional precise de um sistema extra de proteção. Um bom equipamento, portanto, é aquele que possui sistemas com duas fontes prontas para operar. Caso uma delas queime por alguma instabilidade na rede elétrica, a outra estará pronta para operar sem qualquer intervenção humana.

5. Integração com redes sociais

Você sabe que as redes sociais são uma ótima maneira de se comunicar com o público, certo? Que tal se o exibidor profissional oferecer a possibilidade de fazer a integração automaticamente? Com o exibidor da Digilab isso é possível.

Sem a ferramenta automatizada, comunicar-se por meio da internet é um processo manual demorado e pouco eficiente. No exibidor profissional que oferece essa ferramenta, basta promover a integração com as redes sociais do canal e criar ações de marketing voltadas para elas.

É evidente que o sistema não é vulnerável a todo tipo de entrada. É preciso mediar as postagens antes de exibi-las na tela do canal. No entanto, esse trabalho é mais simples quando apoiado pela ferramenta.

Saiba mais sobre como funciona a integração com as redes sociais aqui.

6. GC embutido

Em alguns equipamentos, o gerador de caracteres costuma ser um item a parte. Escolher um exibidor profissional com GC embutido é vantajoso porque, além de economizar espaço na bancada da sua operação de TV, facilita quando o manuseio do equipamento é feito por uma única pessoa. Além de mais simples, o trabalho fica tão profissional quanto se fosse operado em outro equipamento.

Dessa maneira, fica claro que investir em um exibidor profissional é uma necessidade básica para qualquer programadora que queira prestar um serviço de qualidade. E você, o que achou sobre as vantagens de um exibidor profissional? Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe um comentário abaixo ou entre em contato!

Publicado originalmente em 07/12/2016 e atualizado em 03/05/2019.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)