Plataformas OTT para exibição de eventos esportivos de nicho

Plataformas OTT para exibição de eventos esportivos de nicho

A transmissão de eventos esportivos representa uma fatia considerável da receita das emissoras de TV. Porém, é notável que os negócios relacionados ao esporte têm migrado, aos poucos, para novos modelos de transmissão e interatividade. No Brasil, por exemplo, a Globo lançou recentemente um novo modelo de vendas via pay-per-view exclusivo para  internet. Nos Estados Unidos, no final do ano passado, a Amazon exibiu para seus assinantes em 200 países pela primeira vez um jogo da liga profissional de Futebol Americano.

A prova de que as transmissões via internet vêm ganhando força é o aumento dos acessos registrado de um ano para cá. Segundo relatório feito pela Conviva, e divulgado pelo portal Canal Tech, houve um incremento global nos acessos via Streaming. No total, o número de horas de conteúdo consumido cresceu 115% em comparação com 2017. A própria pesquisa coloca a Copa do Mundo de 2018 na Rússia como um grande motivador desse crescimento.

Porém, essa movimentação põe luz ao fato de que exibir conteúdo esportivo na internet é uma realidade que tem dado certo, mas deve ir além. Nesse contexto, já se percebe que há oportunidades ainda mais interessantes e para empresas de todos os portes em esportes de nicho. São modalidades que, sem a internet, dificilmente teriam espaço em grandes emissoras, mas que agora podem atingir seu público via plataformas OTT especializadas e gerar receitas incríveis.

Eventos esportivos de nicho: uma mina de ouro para o OTT

O tema OTT em eventos esportivos de nicho foi pauta de discussão da SET Expo 2018. Segundo o moderador do painel sobre o assunto, José Salustiano Fagundes, CEO da HXD OTT Solutions, o OTT deve disseminar-se a curto prazo e representar ótimas oportunidades para esportes e públicos que vão muito além do futebol.

Observando essa demanda, empresas já estão se organizando e lançando plataformas, como é o caso da NSports, patrocinada pela Netshoes e focada em modalidades como handebol e futsal. Para o SEO da empresa, Guilherme Figueiredo, as vantagens são: menor custo de produção, atendimento ao novo perfil de consumidor e receita publicitária crescente.

Outra modalidade que teve destaque na discussão sobre os benefícios do OTT em eventos esportivos de nicho é o basquete. O diretor de marketing da Liga Nacional de Basquete (LNB), Álvaro Cotta, conta que a entidade já investe nesse tipo de comunicação desde 2014 e vem crescendo desde então. “No ano passado, registramos um pico de 2,2 milhões de espectadores únicos numa transmissão. A média foi de 58 mil espectadores unique viewers por partida”, disse Cotta durante a discussão do evento. A audiência supera a normalmente registrada em transmissões desse tipo em canais de TV fechada.

Como aproveitar as oportunidades para exibição de eventos esportivos de nicho?

Como dito nas reflexões do painel do evento SET Expo, exibir conteúdo esportivo via streaming é muito mais simples e barato do que realizar transmissões pela televisão. Sendo assim, é provável que empresas de todos os tipos e portes possam beneficiar-se da novidade. Nos próximos meses e anos, é provável que ainda mais plataformas OTT surjam oferecendo conteúdo sobre diferentes esportes, como: skate, artes marciais, surf, crossfit, entre outros.

Um exemplo é a disputa entre os gigantes da internet para transmitir o campeonato indiano de críquete. O esporte, pouco conhecido, tem origem na Inglaterra, mas tem adeptos em diversos lugares do mundo. O Facebook, que está investindo fortemente em sua plataforma de vídeos originais Watch, chegou a oferecer o equivalente a US$ 610 mi pelos direitos de transmissão do evento, mas o valor ficou bem abaixo dos US$ 2,5 bilhões oferecidos pela empresa Star India, subsidiária da Fox.

Se você também pretende entrar no negócio de eventos esportivos de nicho e aproveitar as oportunidades é bom ir preparando sua infraestrutura. Já falamos aqui no blog sobre a importância da transcodificação. Ela garante que vídeos disponíveis em plataformas OTT possam estar acessíveis para pessoas com diferentes qualidades de internet à medida que oferecem o vídeo em pelo menos 5 taxas. No streaming isso é ainda mais importante porque, por ser um conteúdo ao vivo, é essencial que o próprio sistema varie essa qualidade caso a internet se torne instável com o objetivo de que o espectador não perca nenhum lance do jogo ou desempenho do atleta que está assistindo.

Ter essa qualidade só é possível com uma boa infraestrutura de exibição. Caso tenha interesse em saber como a Digilab pode ajudar, entre em contato conosco!

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)