Automação para emissoras de TV: Como fazer agendamento de gravações?

Automação para emissoras de TV: Como fazer agendamento de gravações?

O agendamento de gravações é necessário quando é preciso guardar na memória um programa que vai ao ar ao vivo, para uma reprise ou mesmo para arquivamento, por exemplo. Em geral, esse processo é feito manualmente, ou seja, é preciso que o operador esteja na frente do equipamento e aperte a tecla REC para gravar.

Segundo um artigo publicado no portal Administradores, a automação de processos será cada vez mais importante para garantir a competitividade das empresa. Substituir tarefas mecânicas, mas que tenham data e horário certos, por agendamentos eficientes, como é o caso do agendamento de gravações, pode facilitar e muito a vida de quem trabalha na rotina de uma emissora de TV. Dessa forma, é possível concentrar-se mais em outras tarefas sem se preocupar com data e horário de atividades rotineiras.

É importante ressaltar que optar por um recurso que use essa lógica não é substituir o trabalho de uma pessoa, pelo contrário, a automação complementa e auxilia a rotina do operador, mas não é capaz de realizar tarefas mais complexas de gestão.

Por que optar por um equipamento com agendamento de gravações?

A lógica de agendamento de gravações em si não é nova. Porém, somente há pouco tempo percebeu-se a necessidade de tê-la no dia a dia. A explicação pode estar nos mesmos argumentos usados no texto citado no parágrafo anterior. Segundo o artigo, sistemas que usam a lógica da automação são excelentes porque:

Podem ser executadas por qualquer profissional: Por ser uma tarefa simples, o agendamento de gravações pode ser programado por qualquer profissional com um conhecimento básico que esteja disponível no momento, como um estagiário, por exemplo. Porém, por mais que a tarefa de apertar o REC no dia e hora certos também seja simples, envolve certo nível de responsabilidade.

Reduz custos: Automações de um modo geral podem reduzir custos porque são capazes de programar tarefas. No caso do agendamento de gravações, essa economia pode ser percebida quando é necessário ter alguém disponível em horários alternativos justo para realizar a tarefa de gravar a programação. Com a ferramenta de agendamento, o equipamento pode ser programado em horário comercial para realizar a tarefa a qualquer hora. Isso evita custos com horas extras, por exemplo.

É seguro: Algumas empresas possuem receio de contratar ferramentas de automação porque não sentem segurança no agendamento. Porém, isso não é necessário. A tecnologia é segura e capaz de realizar a tarefa com precisão.

No entanto, apesar de serem tão eficientes, sistemas de automação de tarefas precisam ser vistos com cautela. Para que sejam extraídos todos os benefícios, é preciso que a tecnologia para agendamento de gravações tenha sido desenvolvida por uma empresa que entende exatamente as necessidades de uma operação de TV e saiba como o equipamento deve agir. Afinal, a automação de processos funciona do modo o qual for programada.

Um bom ingest, além do agendamento de gravações, deve ser capaz de gerenciar a mídia de maneira eficiente. A seguir, falaremos sobre algumas das características do DIGILAB Ingest:

Por que o DIGILAB Ingest é a melhor opção?

A popularização dos sistemas de agendamento de gravações fez com que houvesse diversos produtos no mercado. Porém, para um resultado mais satisfatório do ponto de vista da gestão da informação capturada, é interessante que o equipamento execute múltiplas funções tais como:

Encaminha o material para o destino correto

Uma central de Ingest não pode servir somente como mero gravador de material, mas sim possuir inteligência o suficiente para gerir informação. Por isso, o DIGILAB Ingest é capaz de:

  • Gravar e encaminhar para a edição o material que chega com as equipes de externa; 
  • Realizar o agendamento de gravações de transmissões ao vivo e gera automaticamente arquivos que podem ser disponibilizados na internet para conteúdo on demand; 
  • Atua como intermediário quando um conteúdo ao vivo também precisa ser disponibilizado na internet na forma de streaming; 
  • Captura, converte e encaminha para o destino já com o formato necessário; 
  • É eficiente no gerenciamento de acervo, pois tem integração com sistemas MAM – Media Asset Management.

Emite alertas e comunica-se com a equipe

Hoje em dia é comum que as empresas possuam equipes remotas, trabalhando como freelancers, ou mesmo fixas, mas que estejam em locais diferentes. Para contemplar essa realidade, o DIGILAB Ingest possui a inteligência de alertas de gravação e envio de arquivos via FTP. Funciona da seguinte forma: o equipamento é programado para iniciar e encerrar a gravação do material no horário correto. Assim que o arquivo está finalizado, o próprio sistema realiza o upload para o FTP e notifica o responsável pelo material por e-mail. Sendo assim, ele poderá baixar, de onde estiver, e realizar a edição, por exemplo, para posterior utilização em materiais que repercutam o acontecimento gravado.

Dessa forma, pode-se observar que o agendamento de gravações é apenas uma das funcionalidades do DIGILAB Ingest. Caso tenha interesse em saber mais, entre em contato conosco!

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
E-mail (obrigatório)